Pesquisar este blog

Uma proposta interessante é a da www.grey.com, que vê uma grande mudança na abordagem de ações de marketing pós 11 de setembro nos EUA. Segundo a empresa, as pessoas estão repensando suas prioridades e resgatando valores esquecidos. Estar com a família, criar vínculos de amizade, repensar a importância do trabalho, e outras coisas. Em um dos artigos do site (há vários) o autor aposta até numa mudança da imagem passada nos comerciais. Por exemplo, ao invés de mostrar algum executivo ocupado com números para se vender computadores, vai dar mais ibope mostrar um pai ensinando o filho a usar a máquina. Interessante.

Outro assunto tratado é o impacto que está tendo o caso antraz nas vendas e no marketing direto. Receber material desconhecido pelo correio virou motivo de pânico e muita propaganda está indo direto para o lixo, sem ser aberta. Mas o que chamou minha atenção foi a volta à simplicidade na propaganda. E a ênfase para que a mensagem traga sempre uma pitada de humor, porque de tristeza o mundo está cheio.

Mas não qualquer humor. Um humor que o autor chama de "humor de comportamento". Aquele que vem da observação das pequenas coisas que as pessoas fazem. Que é gerado pelas observações que as crianças fazem, pelo comportamento natural e sem maquiagem da fala, as bobagens normais e humanas e coisas do tipo. Em resumo, um humor comportamental. Gostei de ler. Afinal é isso que venho fazendo com minhas crônicas. Especialmente na última, "Atendimento Cinematográfico", que é um antídoto para finais trágicos. E parece funcionar muito bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Loading...