Pesquisar este blog

A Internet deu uma voz que não tínhamos (alguém já leu minha última crônica, Trombeteando a Cuíca? ). Mas também deu ouvidos que não tínhamos.


Explico. Por algum motivo (motor de aeromodelo quando criança?) tenho uma
redução de dez por cento de audição há anos, e só fui descobrir isso em um
exame de audiometria há uns 4 anos. Antes disso, nunca senti falta de
escutar alguns sons agudinhos das músicas. Agora, quando ouço música,
sempre me vem a pergunta: o que será que estou perdendo? O som do prato da
bateria? Um xilofone?

Se odeio SPAM? Odeio. Se me incomoda? Incomoda. Se quero despejar todos de
volta na caixa do remetente? Quero. Só que também odeio pedras no asfalto,
buracos na pista, cabelo na comida. Não é que sejam coisas ruins, porque a
pedra serve na construção, sem buraco não se planta e gastam-se milhões
para cuidar dos cabelos. O problema é quando a coisa aparece na hora
errada. E o Spam faz isso em 99% dos casos. Ou será que sou eu que preciso
de ouvidos novos para uma realidade nova?

Pode ser, porque um dia recebi um SPAM que caiu nos 2% de audição que
reservei para esse tipo de ruido. E que provou que não precisamos buscar
vida inteligente em Marte. Aqui tem. Você já foi ao supermercado à pé
buscar uma caixa de fósforos e voltou com todos os doze dedos das mãos
pendurados de sacolas? Eu também. E não é que alguém inventou uma coisinha
simplisinha para não esticar os dedos! Não conheço, não é meu cliente, não
estou ganhando nada com isso, mas o site é http://www.useplas.com.br/. A
simplicidade levada ao extremo. Só fiquei em dúvida se eu pensaria em levar
isso para o supermercado quando fosse comprar a caixa de fósforos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Loading...