Pesquisar este blog

O Segundo Encontro de Comunicação e Marketing do Setor Elétrico, no qual fiz a palestra de encerramento, foi um marco para a comunicação do setor. Se antes quase ninguém se importava com o que acontecia atrás do interruptor ou da tomada, hoje sabemos a importância que têm os serviços de geração e distribuição de energia. Por tabela, cresce a importância das áreas de comunicação dessas empresas. Como alguém comentou, é quando a cerveja está quente e o banho está frio que damos valor à eletricidade.

Tive a oportunidade de conversar bastante com outro palestrante, Jack Corrêa, vice-presidente de assuntos governamentais da Coca-Cola e autor do livro "Sem Cerimônia", e guardei na memória uma frase que repetiu. É quase um mantra na comunicação da marca: "Tudo Comunica", é o lema. Você encontra mais sobre isso no livro "O Fim do Marketing" de Sérgio Zymnan, criador de campanhas de sucesso da Coca-Cola.

Cada ação, postura, imagem, ruído, luz, sombra ou palavra serve para comunicar o que a empresa é e o que faz. É o conjunto dessas coisas que cria na mente das pessoas a indelével imagem de uma marca. Ou, como expressou Jaime Troiano, marca é uma espécie de contrato virtual que assinamos com nosso público. Mais pelas cláusulas que ele lê, do que pelas que nós escrevemos.

Por falar em escrever, devo desculpas aos meus leitores por não ter escrito. Fiquei devendo uma crônica semanal há alguns dias. Comecei a escrever em um dos aeroportos por onde passei, mas só hoje consegui terminar. Fala justamente de atendimento ao cliente, que deve ser algo melhor do que faço aos leitores. Como normalmente os olhos vêem além de onde os pés alcançam, fico à vontade para escrever sobre o atendimento ideal e essencial, que também persigo. Fique com "A essência de um atendimento essencial".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Loading...