Pesquisar este blog

O boletim Carreira & Sucesso de número 139 publicado pela Catho acaba de ser enviada aos seus 1.673.037 leitores. Nada mal, hein? Nem vou dizer que este número traz uma entrevista que dei sobre meu último livro, "Receitas de Grandes Negócios", para você não achar que eu esteja me gabando. Se continuar duvidando, visite.

Esta é a maravilha da tecnologia na troca do conhecimento. Ela pavimenta a estrada onde as idéias viajam, mas não vai além. Engano é pensar que adotar tecnologia é sinônimo de gerenciar o saber de uma empresa. O conhecimento tem sua geração e disseminação estimulada pelo contato entre pessoas, não entre máquinas.

A razão é simples. Quando uma informação -- o dado ao qual alguém deu forma e que pode ser bandeja de conhecimento -- chega ao meu cérebro, o Tico e Teco, neurônios que trago desde minha loira infância, começam a trabalhar. Primeiro comparam aquilo com situações que para mim são de prateleira. Depois analisam que efeito isto terá nos outros e em quê podem se tornar par de outros pés. Para então tentar prever o que outros irão pensar e como os influenciar.

Mas Tico e Teco só conseguem fazer isto tudo com um bom papo. Porque o conhecimento adora pegar carona na conversação. É por isso que a tecnologia, embora ajude, não nos supera. E ainda que um dia isto aconteça em "Guerra das Estrelas - Episódio 3.467", tem um planeta que ela não consegue alcançar. O planeta da imaginação. "A imaginação é mais importante do que o conhecimento", escreveu Albert Einstein.

Este assunto está longe de terminar. É disto que falarei no dia 6 de agosto em Salvador, Brasília, Curitiba, São Paulo, Ribeirão Preto e Rio de Janeiro. Não, não vou estar em todos os lugares ao mesmo tempo, só em Curitiba. O resto a videoconferência interativa faz. Taí o papel da tecnologia na gestão e disseminação do conhecimento. By IBC e DTCom:

Fique agora com "Gestão do conhecimento não é o fim da picada"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Loading...