Pesquisar este blog

Mudar sempre, é o que sempre digo. Mas nem imaginava precisar mudar tão rápido, em menos de uma semana. Estou falando de um livro que anunciei em meu site.

Costumo receber consultas de clientes para livros personalizados em tiragens reduzidas. Geralmente para serem adquiridos com uma palestra minha, e distribuídos com alguma identificação e mensagem da empresa anfitriã.

Por isso decidi reunir uma seleção de crônicas que falam de mudanças, inovações, comunicação, marketing e desenvolvimento pessoal e profissional. Título? "Gestão de Mudanças em Tempos de Crise - Coletânea de crônicas para mudanças agudas".

Nem bem anunciei o novo livro em meu site, comecei a ter coceiras no cérebro. O texto é extremamente positivo, mas o título ficou negativo demais para uma empresa presentear seus clientes. A palavra "crise" é feia.

Como o tema é gestão de mudanças, e as crises são portais de oportunidades, não hesitei em mudar o título. Na arte da capa, carimbei "OPORTUNIDADES" sobre a palavra "CRISE". E agora minha pequena crise no título é a oportunidade que você tem de conhecer o livro clicando aqui.

A princípio, este livro NÃO será vendido em livrarias. É apenas para tiragens exclusivas para empresas. Nas livrarias você encontra "Crônicas de uma Internet de Verão" e, a partir de Julho, "Receitas de Grandes Negócios", um "must" para ser lido por todo empreendedor. Todos eles com o selo Futura.

Moral da história: se precisar mudar, mude já. Antes que tenha problemas com o câmbio, como eu tive em minha crônica "A influência do câmbio nos negócios".

O Segundo Encontro de Comunicação e Marketing do Setor Elétrico, no qual fiz a palestra de encerramento, foi um marco para a comunicação do setor. Se antes quase ninguém se importava com o que acontecia atrás do interruptor ou da tomada, hoje sabemos a importância que têm os serviços de geração e distribuição de energia. Por tabela, cresce a importância das áreas de comunicação dessas empresas. Como alguém comentou, é quando a cerveja está quente e o banho está frio que damos valor à eletricidade.

Tive a oportunidade de conversar bastante com outro palestrante, Jack Corrêa, vice-presidente de assuntos governamentais da Coca-Cola e autor do livro "Sem Cerimônia", e guardei na memória uma frase que repetiu. É quase um mantra na comunicação da marca: "Tudo Comunica", é o lema. Você encontra mais sobre isso no livro "O Fim do Marketing" de Sérgio Zymnan, criador de campanhas de sucesso da Coca-Cola.

Cada ação, postura, imagem, ruído, luz, sombra ou palavra serve para comunicar o que a empresa é e o que faz. É o conjunto dessas coisas que cria na mente das pessoas a indelével imagem de uma marca. Ou, como expressou Jaime Troiano, marca é uma espécie de contrato virtual que assinamos com nosso público. Mais pelas cláusulas que ele lê, do que pelas que nós escrevemos.

Por falar em escrever, devo desculpas aos meus leitores por não ter escrito. Fiquei devendo uma crônica semanal há alguns dias. Comecei a escrever em um dos aeroportos por onde passei, mas só hoje consegui terminar. Fala justamente de atendimento ao cliente, que deve ser algo melhor do que faço aos leitores. Como normalmente os olhos vêem além de onde os pés alcançam, fico à vontade para escrever sobre o atendimento ideal e essencial, que também persigo. Fique com "A essência de um atendimento essencial".
Conheci o Dr. Martin Pörtner há um ou dois anos em um evento em São Paulo, no lançamento do portal Palavra.com, onde ambos aparecemos como palestrantes. Não foi difícil reconhecer aquele médico de cabeças de longe. Sua estatura lhe dava uma cabeça de vantagem acima da multidão.

De lá para cá muitas coisas aconteceram e decidimos que podíamos brincar com a fórmula C=MP2 (o "C" para criatividade, o "MP ao quadrado" para nossas iniciais) para ver no que dava um neurologista e um arquiteto metidos a marketeiros. Surgiu o www.duel.blogspot.com -- Um Embate de Neurônios Unindo os Hemisférios. Um blog onde eu e o Martin duelamos com idéias.

Se você chegar lá agora, é bom começar de trás para frente, como em todo blog, para pegar o fio da meada. Mas não se iluda. Aquilo que parece não passar de papo cabeça, tem um destino mais ou menos traçado para se revelar numa das mais fascinantes formas de se abordar os efeitos do marketing na mente e da mente no marketing.

Isso feito por dois profissionais de mentes (atente para o espaço!), um tentando descobrir como as mentes processam o marketing e outro, como o marketing processa as mentes. Se você está confuso, ainda não viu nada. Enquanto o papo cabeça corre no www.duel.blogspot.com, tentando descobrir formas de se aumentar o público para o seu negócio, é hora de ler a crônica da semana: "E por falar em público..."

Postagens populares

Loading...