Pesquisar este blog

Vou montar uma academia

Isso mesmo, dessas de ginástica, completinha, dentro de meu apartamento. Academia perto de casa? É claro que tem. Coisa de cinema, com piscina e aquele monte de equipamentos que transforma qualquer camundongo no Super-Mouse. Se não sabe quem era o Super-Mouse você deve ser bem mais novo do que eu. Se souber, então deve estar com uma barriga igual à minha.

E foi justamente por causa dela que visitei a dita academia em busca de um horário para praticar natação. Quem hoje vê não acredita, mas já ganhei medalhas neste esporte. A garota que me atendeu foi muito simpática e mostrou uma grade de horários à minha escolha. Era só me inscrever e pagar a mensalidade, o que não consigo deixar de considerar uma injustiça, considerando que o esforço seria só meu.

Sovina, lutei para me convencer de que não ser capaz de enxergar os pés é moléstia grave. Acho que sofro de obesidade mórbida localizada. Só pegou a barriga. E o medo de ser barrado pelo FBI em algum aeroporto nos EUA por suspeita de bomba? Sabe aquelas bombas, tipo bola preta com um pavio, que apareciam nos gibis do Super-Mouse? Não sabe? Então você não é da época quando videogame se chamava biblioquê, que é o bilboquê escrito errado.

Estava quase me inscrevendo na academia quando decidi perguntar se podia nadar no dia e horário que melhor se encaixasse em minha imprevisível agenda de palestrante itinerante. Não podia. Se escolhesse um horário o cartão magnético só abriria a catraca naquele horário. Coisa da catraca computadorizada. Adorei. Saí de lá satisfeitíssimo com a tal catraca computadorizada. Era a desculpa que queria.

Mas a barriga não parou de crescer e começou a incomodar. Sabe o que é tentar dormir de bruços e tombar de lado? As grávidas sabem, mas não é o meu caso. Gravidez, quero dizer. Decidido, saí a pé percorrendo todas as lojas de minha cidade que vendem esteiras rolantes. Na última descobri que o melhor preço era o da primeira e voltei lá, quase duas horas depois. Cheguei ofegante e revigorado, entrei, dei uma desculpa qualquer para o vendedor e voltei para casa. Quem precisa de esteira depois de andar duas horas em passo rápido?

Só que a barriga... bem, nem preciso falar. Não seria problema se as pessoas não começassem a me chamar de "Xuxu". Você até que gostaria, não é mesmo? Mas se tivesse pernas finas como as minhas, logo perceberia que não é elogio, mas analogia. Um chuchu com dois palitos fincados na base. É assim que me vejo na câmara dos horrores - o banheiro, que mais parece aquelas salas de espelhos distorcidos de parques de diversão, quando me contemplo só, vestido de pele.

Há alguns dias tive outro surto momentâneo de coragem e voltei a pesquisar preços de esteiras. Só que desta vez pela Internet, para não cansar. Não faz muito tempo eu tive uma esteira, mas me esqueci da razão de ter vendido. Foi por isso que acabei comprando outra na base do clique. Recebi a confirmação do tipo "você é muito importante para nós", "em breve estaremos atendendo seu pedido" e coisas assim. Excelente!

Adorei o atendimento da loja e principalmente seu sistema de entrega. Gostei tanto que decidi comprar mais lá. Estou pensando em uma bicicleta ergométrica, um daqueles equipamentos cheios de pesos e roldanas, uma daquelas coisas de pedalar, sacudir e remar que a gente vê nos canais de TV que ninguém vê... vou comprar uma academia completa!

E vai ser lá, em nenhum outro lugar, tudo naquela loja. É que já se passaram quinze dias desde minha compra e nada da esteira chegar, o que muito me alegrou. Foi por isso que decidi abrir minha academia particular. Não vejo risco algum.



© Mario Persona  - Quer publicar Mario Persona CAFE em seu blog? Clique aqui para obter o código do gadget. Você também pode publicar o texto na íntegra em seu site, blog, jornal ou revista, desde que mantenha os créditos do autor e tenha um link apontando para www.mariopersona.com.br.

resenha resenhas resumo resumos livro livros crítica críticas opinião opiniões literatura literaturas comentário comentários

Alongue-se no Trabalho: Exercícios de Alongamento para Escritórios
BOB ANDERSON


Neste livro simples e prático, o autor de "Alongue-se" e "Entrando em Forma" apresenta exercícios de alongamento especialmente destinados às pessoas que trabalham sentadas em escritórios e, mais especialmente, diante do computador. Os exercícios visam reduzir os males causados por essa atividade. O livro é ilustrado, em formato 21 x 28 cm, e traz seqüências para braços, pescoço, dedos e mãos, pernas etc. O autor também faz recomendações sobre o "design" ergonômico adequado para escritórios.

Preparando os músculos para o movimento, os alongamentos reduzem a tensão muscular, melhoram a coordenação, aumentam a amplitude de nossos movimentos, estimula a circulação, desenvolvem nossa consciência corporal. São exercícios pacíficos, relaxantes, e se ajustam às necessidades individuais.


E a gorjeta, doutor?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Loading...