Pesquisar este blog

O Pintor em minha janela

Café também é arte. Há alguns anos criei o blog "O Pintor em Minha Janela" onde publicava algumas meditações baseadas no que eu via através da janela de meu apartamento. Quem é o "Pintor"? Aquele que todos os dias cria uma nova obra de arte a partir de um único motivo: a paisagem que vejo da janela. Se você me conhece dos outros sites e videos que produzo, como "O Que Respondi" e "O Evangelho e 3 Minutos", já deve ter percebido que não me canso de falar desse Pintor ou de sua habilidade.



Pois é, hoje resolvi dar mais uma olhadinha em seu trabalho. Ele estava lá, pintando outra vez. Nunca consigo ver seu trabalho acabado, mas tampouco o vejo inacabado. É incrível que alguém consiga pintar assim - a cada nova pincelada a perfeição vai ficando mais perfeita ainda, como se isso fosse possível. Veja o quadro que Ele expôs em minha janela.


Ao contrário do ouro e anil que usou no quadro de um mês atrás, hoje sua paleta é azul suave. Até me sinto um pouco azul assim. Calmo, sereno, tranqüilo. Azul claro. Mas há nuvens brancas pairando no alto da tela. Brancas? Você já viu uma nuvem branca? Não existem nuvens brancas. O pintor nunca as pinta assim.
Um diálogo parecido acontece no filme "Moça com Brinco de Pérola", uma pintura cinematográfica baseada em uma novela de Tracy Chevalier. O tema do filme é o quadro de mesmo nome pintado por Johannes Vermeer, por volta de 1660 e considerado a "Mona Lisa Holandesa".



Em um lampejo de percepção, no filme a moça descobre que há muito mais que uma mera cor branca em uma nuvem. Para você ter uma ideia, apenas na nuvem da foto que tirei com uma webcam de baixa resolução há 19.807 cores. Mais de 50% das 35 mil cores registradas na foto inteira está na nuvem.

Nas nuvens da vida há também muitas cores envolvidas. É preciso um olhar atento para percebê-las e se deleitar com elas. Geralmente, devido à baixa resolução de nosso pensamento, aos limites de nossa percepção e ao embotamento de nossa visão, deixamos de perceber aquilo que está fora da faixa mais popular do espectro. Então é preciso colocar óculos especiais para ver. é preciso olhar através das lentes do pintor em minha janela.

"Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam." 1 Co 2:9



© Mario Persona  - Quer publicar Mario Persona CAFE em seu blog? Não se esqueça de colocar um link apontando para www.mariopersona.com.br ou clique aqui para obter o código do gadget. Você também pode publicar o texto na íntegra em seu site, blog, jornal ou revista, desde que mantenha os créditos do autor e tenha um link apontando para www.mariopersona.com.br.

E a gorjeta, doutor?

Um comentário:

  1. Como músico, fico a imaginar (em vã tentativa) as "coisas que o ouvido não ouviu"... Na academia ouvimos tantas coisas... umas belas, outras exóticas, outras experimentais, minimalismo, dodecafonismo, música serial, música eletroacústica... enfim... ouvimos tanto, pesquisamos tanto, estudamos tanto, e mesmo assim, hei de ouvir algo completamente superior a qualquer harmonia rebuscada ou contraponto complexo que já tenha passado por meus ouvidos... a espera valerá.

    ResponderExcluir

Postagens populares

Loading...