Pesquisar este blog

Dia Internacional da Menina e do Machao

Não existe "Dia Internacional da Menina e do Machão"? Então acabei de instituir. Vem antes do "Dia Internacional da Mulher" porque para que uma mulher seja mulher ela precisa ser menina. Se não for menina, não continuará sendo mulher. E o machão, onde entra? Em lugar nenhum. Ele sai, porque hoje o dia é dela, e ele odeia isso.

O planeta de onde eu vim

Quando pequenos, meus filhos foram criados em outro planeta chamado "Trinta Anos Atrás". Orbitando em torno de um sol semelhante ao que aquece o planeta Terra, as condições de temperatura e pressão lá eram bem diferentes. O clima era mais ameno e seus habitantes sofriam menos pressão, vivendo em uma atmosfera rarefeita de poluentes morais, degradantes e mortais.

Pode conter de tudo um pouco

Sou madrugador, do tipo que prepara café solúvel com água de chuveiro no quarto do hotel bem antes de o café da manhã começar a ser servido. De férias na casa de meu filho nos EUA, não quis repetir o desastre de ontem, quando tentei usar sua parafernália de barista para moer, ferver e coar num embolo de pressão. O melhor que consegui foi um café crocante.

Como publicar seu livro

Às vezes recebo mensagens pelo Twitter, Facebook ou WhatsApp e quando digo para a pessoa dar seu endereço de e-mail para eu enviar uma resposta mais elaborada, é cada vez mais comum a resposta: "Não tenho e-mail". Se você for um autor como eu é melhor ir se acostumando com a ideia de que as pessoas estão se comunicando de forma diferente da comunicação de um passado até recente, e também consumindo informação de maneiras que não estavam no "manual do escritor" de há alguns anos. E nem sempre essa maneira é o livro tangível de papel. Este está cada vez mais entrando na categoria do "Era uma vez...".

"Fuzzylando" a qualidade total

Em 1965, Lotfi Zadeh publicava seu trabalho exaltando as virtudes da imprecisão. Enquanto Aristóteles se debatia no túmulo, e seus discípulos sete palmos acima, Zadeh inaugurava o fim da intolerância à confusão e lançava as bases da "fuzzy logic", ou "lógica difusa". O cientista mostrava que a vida é bela e possível com suas imperfeições. Que não são imperfeições, mas características de sistemas complexos demais para nossas cartesianas conclusões.

Postagens populares

Loading...