Pesquisar este blog

Como escrever em "n" licoes

Quer escrever um best-seller? Então crie um título começando com um número. Como? Oras, você já deve ter visto um montão deles por aí. Geralmente são livros de auto-ajuda, do tipo faça você mesmo, ou até de comunicação canina, como "100 Perguntas Que Seu Cão Faria ao Veterinário".

Há títulos para todos os gostos, mas basta ler um para não sobrar tempo para coisa alguma: "1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer". Se você tiver a minha idade é melhor pular o índice, prefácio e dedicatórias, ou vai morrer antes de terminar.

Se for a esses lugares viajando à pé não vai precisar ler os "1000 Truques Para Manter a Forma" e bastará uma ida ao banheiro para conhecer os "5 Princípios Infalíveis de Sucesso para Executivos" ou os "7 Segredos da Mulher de Sucesso". Se você for mulher vai precisar ler ambos, o que eleva para doze o número de coisas que precisa conhecer.

Os títulos acima fazem você pensar que é mais fácil ter sucesso do que perder peso, não é mesmo? Mas a boa notícia é que bastam "5 Minutos por Dia para Manter-se Fisicamente em Forma". Já que vai ter tempo de sobra, por que não reserva "10 Minutos para Aprender Excel para Windows"?

Mas você não conseguirá fazer isso no consultório do médico que leu "Consulta Médica em 5 Minutos". É melhor fazer em casa, onde você também poderá entender "Bohr e a Teoria Quântica em 90 Minutos" e ainda sobrarão "30 Minutos para Resolver Aquele Problema". É claro que esse tempo todo é para uma pessoa normal. Já se você for "O Gerente Minuto"...

O objetivo de títulos assim é criar uma imagem simplista das coisas, enumerando, classificando e compartimentando assuntos complexos em fórmulas fáceis e sedutoras. Quem não gostaria de emagrecer em 5 minutos, aprender Excel em 10 e Teoria Quântica em menos de duas horas? Não sei qual é o seu problema, mas quanto você não pagaria para resolvê-lo em meia hora?

Um livro não é necessariamente ruim se tiver números no título. É comum o título ser escolhido pelo editor para vender mais. Alguém me emprestou "As 22 Consagradas Leis do Marketing" e adorei. Deve ser tão bom quanto "Os 100 Segredos das Pessoas Felizes", que não li, e "Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes", que também não li. O primeiro eu li porque alguém quis me emprestar; os outros eu não li porque não tive vontade de comprar.

É que sou avesso a coisas tipo receita de bolo. Nem tudo é tão simples que possa ser ensinado com um "A, B, C" ou "1, 2, 3", tipo capa de revista feminina com "Dez Passos Para Manter um Relacionamento". Sei... Na vida real não há sapato que chegue, tantos são os passos. Como dizia meu pai, o casal precisa fumar um rolo de fumo e comer um saco de sal, só pra começar.

Por isso quando alguém me procura pedindo dicas de como escrever um livro, fico sem saber o que dizer. Gosto do conselho de um escritor ao seu filho às voltas com uma redação sobre pássaros para entregar ontem. Diante de uma pilha de livros sobre aves e olhando para a folha em branco, ouviu seu pai aconselhar: "Um pássaro de cada vez, filho, um pássaro de cada vez". Hoje "Bird by Bird: Some Instructions on Writing and Life", de Anne Lamott, irmã do garoto, é best-seller nos EUA.

Mas não era sobre escrever ou publicar a dúvida da pessoa que me procurou no final de uma palestra. Ela queria saber como garantir seus direitos autorais e registrar seu título antes que roubassem sua idéia. Dei alguns conselhos e, tamanha era sua preocupação com plagiadores, gatunos e piratas, que achei estar diante de uma nova J. K. Rowling.

Quis saber sobre o conteúdo do livro. Ela não tinha a menor idéia, pois nem sequer tinha começado a escrever. Mas estava toda orgulhosa do título estar prontinho para ser registrado. Não me lembro se começava com algum número, mas lembro de ter contado até dez.



© Mario Persona  - Quer publicar Mario Persona CAFE em seu blog? Clique aqui para obter o código do gadget. Você também pode publicar o texto na íntegra em seu site, blog, jornal ou revista, desde que mantenha os créditos do autor e tenha um link apontando para www.mariopersona.com.br.

resenha resumo livro crítica opinião literatura comentário

Bird by Bird: Some Instructions on Writing and Life (Paperback) - by Anne Lamott

"Thirty years ago my older brother, who was ten years old at the time, was trying to get a report on birds written that he'd had three months to write. It was due the next day. We were out at our family cabin in Bolinas, and he was at the kitchen table close to tears, surrounded by binder paper and pencils and unopened books on birds, immobilized by the hugeness of the task ahead. Then my father sat down beside him, put his arm around my brother's shoulder, and said, 'Bird by bird, buddy. Just take it bird by bird.'"

Think you've got a book inside of you? Anne Lamott isn't afraid to help you let it out. She'll help you find your passion and your voice, beginning from the first really crummy draft to the peculiar letdown of publication. Readers will be reminded of the energizing books of writer Natalie Goldberg and will be seduced by Lamott's witty take on the reality of a writer's life, which has little to do with literary parties and a lot to do with jealousy, writer's block and going for broke with each paragraph. Marvelously wise and best of all, great reading.


E a gorjeta, doutor?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Loading...