Pesquisar este blog

Prazer, muito prazer! Mario Persona

Ultimamente ando observando meu comportamento, minhas atividades e meu humor. Quando é que me sinto bem? Quando é que me sinto mal? Há muitas atividades ou situações que me fazem sentir assim ou assado — andar a cavalo, por exemplo, me faz sentir assado. Mas vou mencionar apenas três coisas que me dão prazer: acordar cedo, falar e escrever.

Quando a fila anda

Você se lembra do Orkut? Foi o Facebook de há poucos anos e desapareceu. Então acostume-se a ver empresas e empregos desaparecerem a uma velocidade estonteante. Quem aqui já trabalhou numa loja de discos, locadora de vídeos, numa livraria, numa loja de revelação de fotos ou até como jornalista ou gráfico numa empresa de comunicação sabe de que estou falando.

Sopa de Letras Virtuais

Escrever um livro. Quem nunca pensou nisso? “Todo homem deveria ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro”, e toda mulher também, , diz um provérbio chinês de autor desconhecido. . Se tivesse escrito um livro, ele não seria um autor desconhecido, mas escreveu só um provérbio. Ainda que tenha plantado uma árvore (mesmo que só cuspindo um caroço) ou multiplicado filhos (lembre-se, ele era chinês, entendia do assunto) faltou o livro para ficar conhecido. Publicar teria garantido publicidade.

As séries que aqui gorjeiam, não gorjeiam como lá - Mario Persona

Quer aprender a pensar fora da caixa e desenvolver a criatividade? Então esteja disposto a sair fora da caixa, a fugir do lugar comum, driblar velhos hábitos, caminhar no caminho incerto. Nosso cérebro é energeticamente correto no que se refere a economizar, mas isso nos priva de desenvolver novas sinapses, tão vitais à criatividade.

Hollywood de bolso - Mario Persona

Ontem comprei um pente de memória de 8Gb, não para mim, embora esteja precisando, não só de memória, mas de Inteligência Artificial, porque a natural está no gargalo. Você pergunta quando foi que comecei a ter esse problema? Que problema? Ok, deixando a piada velha para lá, a memória é para meu PC desktop fazer companhia aos dois de 4Gb que já estavam lá desde 2014 quando comprei esse computador.

Como fui curado de meu vegetarianismo

Talvez você não saiba, mas nos tempos de faculdade me tornei macrobiótico vegetariano, e isso durou uns três anos. Começou com preocupação com a saúde, por não aguentar mais comer comida barata de boteco que estava fazendo eu perder o cabelo, e logo passou para a fase ideológica, antes de atingir a fase radical. Sim, já fui um promotor fanático da dieta.

"Hello, Houston... ready for going home!"

Originalidade não tem preço. E às vezes não tem custo também, quando acompanhada de criatividade e inovação. Tem muito profissional por aí querendo ser a última bolacha do pacote ao tentar imitar grandes empresas, se espelhar em grandes personagens da vida empresarial ou se municiar de mais diplomas do que a parede do escritório pode aguentar Tudo muito bom, tudo muito válido, mas tudo muito inútil se não existir inovação, criatividade e singularidade da imagem e da proposta. Todos os expoentes do mundo dos negócios chegaram ali porque um dia foram diferentes, pensaram criativamente e correram riscos ao saírem fora da zona de conforto e segurança do status quo vigente.

Eu conspiro, tu conspiras, eles acreditam.

Se eu recebesse um real para cada vez que digo "A TERRA É REDONDA" ou "O HOMEM FOI À LUA" estaria rico. É que sempre que publico algo assim nas redes sociais recebo uma enxurrada de mensagens de pessoas querendo me corrigir, algumas educadamente como quem fala com um doente mental que não deve ser contrariado, outras iradas me esconjurando e amaldiçoando, como se eu fizesse parte de alguma seita diabólica. Ou de uma conspiração dos que são contra as teorias conspiratórias

Nem tudo que reluz é ouro

JOVEM UNIVERSITÁRIO, dezenove anos, simpático, condução própria, procura garota para relacionamento afetivo. Eu me sentia assim, quando o recepcionista do Casa Grande Hotel, no Guarujá, abriu a porta de meu Corcel 74 para eu descer. A garota, colega de faculdade que passava as férias na mesma cidade, estava hospedada ali e aceitara meu convite para uma tarde juntos. Meu sonho se transformava em realidade.

Parem as maquinas!

Quando eu era criança, se alguém me perguntasse qual seria o futuro do jornal eu saberia responder: o açougue. É que na época eu achava que jornal eram aquelas folhas enormes que entravam em nossa casa de duas maneiras: para meu pai ler ou embrulhando a carne.

Memoria como areia nos dentes

Algumas formas de memória são tão poderosas que nos acompanham por toda a vida. A memória musical, por exemplo, que os pesquisadores descobriram ser mais forte até que os casos mais graves do Mal de Alzheimer. Pessoas que já não respondem a estímulos de qualquer natureza, saem de sua letargia quando escutam a música que marcou sua infância ou juventude.

O fim do livro

Enquanto a tecnologia vai se intrometendo em todos os cantos de nossa vida, alguns já começam a prefaciar que o livro, como o conhecemos, logo será uma página virada. Terá cumprido seu papel. Sem poder resistir aos meios eletrônicos de edição, armazenagem e leitura da informação.

Postagens populares